Nossa História

Se conheceram no dia 31 de Março de 2001, no centro espírita que freqüentavam.

Tudo começou quando a Fúlvia foi levar cinco dos seus oito canários (Mezenga, Berdinazzi, Andria, Julien e Mona) e suas duas tartarugas (Carla e Wally) para um amigo, que os queria. Era um sábado à tarde. Deixou os animais com seu novo dono e foi para o centro espírita com a mãe, Eleni, e o irmão, Lívio.

Lá, estava tendo uma aula de evangelização para jovens. O Luis e a Márcia estavam passando um filme (Morrendo Para Viver) para alguns jovens e convidaram a Fúlvia e o Lívio para ver também.

Desse dia em diante, a Fúlvia passou a freqüentar esse curso aos sábados à tarde, menos nos sábados que ela tinha competição de natação e no dia 12 de maio, sábado também, quando ela foi para São Paulo realizar a prova de Espanhol da Universidade de Salamanca no Instituto Miguel de Cervantes, Morumbi.

Neste dia, a irmã dela, Otávia, e o Lívio fizeram um questionário para entregar para o Luis responder e me entregar na quarta feira. Ele respondeu e a partir daquela semana, começamos a nos falar por ICQ e mandar e-mails.

No outro sábado, dia do curso, ele perguntou se a Fúlvia iria fazer alguma coisa no domingo, dia 20 de maio. Como ela tinha competição pela manhã, mas estaria livre à tarde, combinaram de o Luis ligar para ela depois do almoço para saírem. Foram para o Bosque dos Jequitibás, Campinas e lá começaram o namoro.

De lá para cá, viajaram para Foz do Iguaçu, do feriado de 9 de julho de 2001, junto com a Otávia, foram para Monte Verde - MG em uma excursão realizada pelo Círculo Militar de Campinas e passaram uma temporada (do dia 24/12/2001 até o dia 21/01/2002) em Recife, na casa dos pais do Luis.

O Luis sempre a acompanha nas competições e nas comemorações com o pessoal da natação. E a Fúlvia o acompanha nos churrascos dos amigos dele.

No Carnaval de 2004 viajaram até São Bento do Sul - SC, onde puderam conhecer a Tati pessoalmente, a colaboradora oficial do site. Desde então, os três se falam muito pelo MSN e sempre procuram se ver, pelo menos uma vez ao ano, para matar as saudades e conversar bastante. Se tornaram excelentes amigos.