Os gatos possuem uma excelente visão noturna, língua áspera, bigodes sensíveis, unhas retráteis, grande aptidão para caçar por tocaia, saltar, trepar etc.

O gato doméstico é originário provavelmente do Egito, descendendo do Felis silvestris libyca ou, segundo outras hipóteses, dos gatos da África Oriental, como o F. maniculata ou o F. bubastis. No Egito os gatos constituíam objeto de culto e após a morte eram mumificados. Introduzidos na Europa, foram domesticados para a caça aos ratos.

Porém, na época da Inquisição, eram considerados os ajudantes das bruxas, e muitos deles foram também queimados vivos. Isso contribuiu, e muito, para o avanço da chamada peste negra, que era transmitida pelos ratos, os quais eram as presas dos gatos, que mantinham a população de ratos sob controle a assim também a peste.

Hoje em dia, apesar de muitas pessoas ainda considerarem os gatos como animais falsos e traiçoeiros, ter superstições quando se tratam de gatos pretos e os envenenar e matar simplesmente porque não gostam de gatos (o que ocorre muito aqui no Brasil, que não tem ainda uma grande tradição em criação de gatos, como nos Estados Unidos e nos países Europeus), existe um crescente número de pessoas que se encantou com o jeito diferente de fazer companhia do gato. É um animal carinhoso, mas que não exige tanta atenção como os cães e retribui o afeto do mesmo modo que eles (cães).

Possuem diversas raças, algumas de pêlos longos, semi-longos, curtos, sem cauda, cauda curta e outros tipos diferentes (orelhas diferentes, tipo de pelagem diferente, tamanho das patas diferentes etc).

Pêlo Longo e semi - longo
Pêlo curto
Curiosidades