Obesidade Felina - Guia Nutricional Para Gatos Obesos

Referências


Obesidade Felina
Um gato obeso não é bonito de se ver. Desajeitado e parecendo se sentir incomodado com isso, é incapaz de alcançar todos os lugares de seu corpo para fazer sua higiene pessoal, sua aparência e habilidades atléticas são como que “deterioradas”, além de ser mais sujeito a problemas de pele, já que não consegue fazer sua higiene pessoal completamente. Gatos obesos também têm maiores chances de contrair diabetes e correm mais riscos com anestésicos e durante uma cirurgia.
A obesidade aparece quando um animal constantemente consome mais calorias que o necessário. Alguns fatores que contribuem para isso são a super alimentação, inatividade, estado reprodutivo, ambiente onde vive, constituição física, idade e predisposição genética.

Avaliando a Condição Corporal do Gato
Avaliar o corpo do gato é um passo importante na avaliação global do bem-estar nutricional do gato e pode ajudar a determinar o grau da obesidade felina. Nesta matéria você verá um quadro demonstrando a condição corporal do gato. Reserve alguns minutos para avaliar como está o seu gato.

Visite o Veterinário
Se você suspeita que seu gato está acima do peso ou mesmo obeso, o melhor a ser feito é uma avaliação completa feita por um médico veterinário.
Algumas doenças podem contribuir para a obesidade. Por isso é importante visitar o veterinário antes de colocar o gato de dieta.

Revertendo o Quadro
É mais fácil prevenir a obesidade do que curá-la. Mas nunca é tarde demais para revertê-la, embora isso requeira muita paciência e comprometimento. Aumentar a atividade do gato, modificar o comportamento – seu e do gato – e restrição calórica são as armas contra a obesidade felina.

Brincadeiras!
Aumente o nível de atividade do gato. Providencie brinquedos que possam ser escalados. Jogue coisas que ele gosta de perseguir. Uma boa opção é lançar pelots de ração seca, uma de cada vez, para o gato buscar! Muitos gatos aprendem facilmente a andar na guia e na coleira, então, os passeios também são bem-vindos.
Use sua imaginação, mas tome cuidado. Não deixe um gato obeso ficar exausto, super aquecido ou sem fôlego. Também tenha em mente que um gato idoso não consiga se exercitar por muito tempo. Se você não consegue resistir a um gato gordo e pidão enquanto você come, é melhor colocá-lo em outro cômodo da casa.
Se você tiver muitos gatos em casa, aquele que sempre vence nas disputas por comida geralmente tende a ficar obeso. Se este for o caso, se possível, separe os gatos na hora das refeições.

Manejo Nutricional
Os gatos usam a gordura como principal fonte de energia. Um gato que consome mais energia (calorias) que seu corpo usa, armazena esse excesso de energia em forma de gordura. Um gato acima do peso ou obeso armazena gordura com mais facilidade se as calorias consumidas forem na forma de gordura ao invés de carboidratos.
Uma dieta baseada na substituição de algumas gorduras por carboidratos de fácil digestão é uma boa opção de alimento com baixo teor calórico. Carboidratos digeríveis contém menos da metade de calorias do que uma quantidade igual de gordura e não têm as desvantagens da fibras não digeríveis. Ainda assim, é importante controlar a quantidade de alimento ingerida pelo gato.

Alimentando o Gato
A ração do gato que está em dieta deve conter uma quantidade normal de fibras. Evite rações que tenham muitas fibras, que promovem a perda de peso. Alimentos com grandes quantidades de fibras reduzem a digestibilidade e a absorção de muitos nutrientes. Além de ser considerada uma ração de qualidade baixa, também pode resultar em grande quantidade de fezes e perda de pêlos. 

Começando
Um bom modo de começar a dieta do seu gato é reduzir a ingestão de calorias a 25%, e então diminuir a 10% por duas a três semanas, até que ele perca cerca de 1% do seu peso por semana. Isso significa que se o gato pesa cerca de 7,5kg, perder 1% desse peso significa que o gato perderá 0,075kg.
Se você oferece apenas uma grande refeição diária, ou mantém a comida disponível o tempo todo, tente dividir a quantidade de ração diária em pequenas porções (pelo menos duas refeições diárias) e recolha os restos depois de 30 minutos.

Descrição da Condição Corporal do Gato

Gato Magro
Gato Abaixo do Peso
Gato Com Peso Ideal
Gato Acima do Peso
Gato Obeso

Devagar e Sempre!

Vá devagar quando você for mudar a ração do gato, misturando a nova com a velha, aumentando devagar a proporção da ração nova em relação com a velha, até ele comer apenas a ração nova: esse processo deve durar mais ou menos uma semana. Este método aumenta a probabilidade de o gato aceitar a nova ração e diminui a ocorrência de problemas gastrointestinais, como diarréia.

Seja paciente. A redução do peso nos gatos é um processo bem lento. Se a comida ingerida é muito pouca, o gato corre o risco de desenvolver um sério problema no fígado chamado lipidose hepática. Retrocessos e ganho de peso são normais na dieta. Levará pelo menos quatro meses para um gato obeso perder 15% do seu peso. Neste ponto, reavalie a condição física do gato e recomece a dieta deste ponto.

Dicas Para Começar uma Dieta

Referências

Site da Eukanuba