Quer reproduzir seu cão por quê?

Vocês irão perceber que o autor é português, pela linguagem do texto, então algumas palavras podem não fazer sentido. Rafeiro, por exemplo, é o nosso srd (sem raça definida = vira-lata).

Esse texto foi extraído de alguns fóruns e cedido gentilmente por Thais Vaz Oliveira.


Já ouvi diversas razões:

O nosso cão/cadela é tão lindo, que todos os nossos amigos querem um cachorro como o nosso! Então diga-lhes o nome do criador onde adquiriu o seu cachorro. A melhor maneira de ter um cachorro como o seu é obtê-lo do mesmo criador e de preferência dos mesmos pais. Nem todos os cães 'de raça pura' têm qualidade para reprodução, e  os rafeiros NUNCA deverão ser reproduzidos. Os abrigos de animais e os canis municipais estão cheios de cães indesejados de raça e sem raça que  nunca poderão ser adoptados, pelo que apenas enfrentam uma realidade - a  morte. Ainda faz mais pena quando sabemos que a maiorias dos cães nesse  abrigos são apenas cachorros dóceis e inteligentes que as pessoas  abandonaram por tudo e por nada.

O velho mito de que "Todos os cães devem criar pelo menos uma vez'  é apenas isso mesmo - UM MITO. Quem realmente está preocupado com o 'bem estar' do cão e o  eventual 'sofrimento' que a 'ausência de sexo' lhe pode provocar, então deverá saber que fisicamente e mentalmente o cão/cadela ficará melhor se for castrado/esterelizado. Terá mais saúde e viverá mais, não apenas pelo  aspecto fisico, mas também porque um cão nestas circunstâncias terá menos  tendência para fugir ou divagar pelas ruas sujeito a ser atropelado ou a outro tipo de acidentes.

Há ainda pessoas que buscam outras razões - Querem assistir e participar no milagre do nascimento.....hummm... se calhar é melhor  vistarem um canil municipal (o de Almada por exemplo) e verem a miséria a que este 'milagre' conduz. Vejam onde os cães que estão 'a mais' neste mundo vão parar. Milhões de cães e gatos indesejados são mortos todos os anos, apenas porque as pessoas não fizeram 'o milagre' de controlar a reprodução dos seus cães.... isso sim é o verdadeiro milagre. Não se esqueçam também que por vezes há complicações durante os partos - natos mortos, cachorros deficientes, morte da cadela - que não são 'milagres' muito 'bonitos' de se assistir.

Para aqueles que dizem que querem ter uma ninhada de cachorrinhos só 'para animais de companhia', "não é para essas vaidades de exposições', e por isso não se importam se o cão e/ou cadela tem pedegree, títulos ou certificados médicos... Os cães 'só para companhia' têm de ser saudáveis do ponto de vista fisico e de comportamento. Ninguém quer um animal de companhia com uma qualquer desordem hereditária que possa causar-lhe doenças ou dor por toda a vida (por exemplo Displasia). Um animal de companhia tem de ter um comportamento estável. Ninguém merece um cão agressivo e problemático.

Estas coisas só se podem controlar minimamente se o criador for alguém que se importa com estes aspectos, que alguns julgam ser só vaidades mas que na realidade são o único meio de controlar a qualidade (dentro do possível). Os cães com qualidade para reprodução com uma 'mente sã e um corpo são' não são resultado do acaso ou da sorte, não são um 'negócio' fácil. A criação poderá ser compensadora se escolher fazê-la de forma responsável. Se quer criar o seu cão discuta o assunto com um bom veterinário, com um criador responsável ou com alguém verdadeiramente informado. Só deverá criar para o melhoramento e manutenção da qualidade da raça de sua escolha.

Para quem quer apenas 'fazer algum dinheiro para lucrar ou recuperar o investimento nos cães" Tenho apenas a dizer que os criadores responsáveis não lucram verdadeiramente com a venda de cachorros. Se alguém está a ganhar dinheiro com a venda de cachorros é porque está a fazer qualquer coisa mal! Porquê? Porque produzir uma ninhada saudável oriunda de pais de qualidade reprodutora exige muito planeamento, tempo e despesa. Quem se quer tornar um dono responsável deve estar disposto a aceitar a responsabilidade pelo bem-estar de todo e qualquer cachorro vendido, PELO RESTO DA VIDA DELE. Isto quer dizer que sempre que o comprador não se der com o cachorro ou não puder mantê-lo, você deverá estar disposto a aceitá-lo de volta para revenda ou para o colocar num bom lar (Isto para se assegurar que os animais que você produzir nunca acabarão num canil municipal ou abandonados). Tem de ter conciência que o acompanhamento veterinário é imprescindível e é caro. Tem de ter consciência que a avaliação e reconhecimento da qualidade dos seus cães exigem deslocações frequentes para exposições e monográficas, etc.

Por tudo isto, agradeço a toda a gente que está a pensar reproduzir o seu cão e/ou cadela que pense MUITO bem neste assunto e avalie verdadeiramente se deverá fazê-lo."