Os dez mandamentos dos protetores de animais


OS DEZ MANDAMENTOS DOS PROTETORES DE ANIMAIS

1 - Não farás da tua casa um depósito de animais. 
Darás, sim, dignidade para aqueles maltratados e abandonados, mas procurarás acima de tudo um novo lar para eles.

2 - Lembrarás de doar os animais que tenham chance de ter um lar; 
lembrai sempre da finalidade de todo o teu esforço, que é SALVAR O ANIMAL para que este tenha uma vida digna e melhor junto a donos responsáveis.

3 - Não ficarás triste quando os animais forem embora para seu novo lar; 
lembra-te que como uma mãe ou um pai, salvastes uma vida para o mundo, que jamais se esquecerá de ti.

4 - Disseminarás a todos que te cercam a Posse Responsável, mas também castrarás o maior número de animais que puderes, por ser a única solução efetiva para o problema do animal abandonado.

5 - Não perderás a tua própria dignidade e individualidade; 
lembra-te que se não estiveres são, física e mentalmente, não poderás cuidar de ninguém.

6 - Não ficarás revoltado contra a humanidade, 
afinal existem muitos voluntários de bom coração como vós, e a maioria das atrocidades são causadas pela ignorância. Cabe a ti ENSINAR!

7 - Não esquecerás, de forma alguma, que também és um ser vivo como aqueles a quem tanto te dedicas; deverás reservar horas de lazer e convívio social só para ti, para que não continuem difamando o bom nome dos Protetores de Animais, confundindo-nos com desajustados sociais.

8 - Reacenderás diariamente a tua chama de voluntário, aquela que te faz lutar contra todas as adversidades para atingir os objetivos, que causa tanta admiração entre os membros de nossa sociedade.

9 - Aproveitarás o dia-a-dia para renovar os teus objetivos, para que os teus meios não se tornem os teus fins, afinal não quereis ser parte do problema, mas sim da solução.

10 - Serás feliz, aproveitarás o dom Divino de entender e proteger essas pequenas vidas inocentes!


"O homem soh eh realmente nobre, quando consegue sentir piedade por todas as criaturas" - Buda (563 - 483 A.C.)