Ordem Estrigiformes

Referências


Do enorme Bufo Real (Bubo bubo) de 71cm de comprimento, até o Mocho - Pequeno (Glaucidium passerinum), de 16cm, a ordem dos Estrigiformes (Strigiformes) compreende aves de porte muito variado, mas com características comuns. Todos possuem grandes cabeças arredondadas, nas quais algumas espécies apresentam um par de pincéis de penas. O pescoço é muito curto e o corpo geralmente de aspecto rechonchudo, devido ao pequeno comprimento da cauda. A plumagem é de cor muito pouco atraente, cinzenta, parda ou ocre, e de tons muito apagados. Só o Bufo Niveal, das regiões árticas, apresenta uma plumagem  muito clara, quase branca no macho e um pouco malhada na fêmea. Na face das aves de rapina noturnas, os olhos, muito grandes, estão situados frontalmente, de forma que estas aves dispõem de um vasto campo de visão binocular que lhes permite calcular com grande precisão as distâncias e os volumes. Em contrapartida, os globos oculares carecem de movimento, o que é compensado pela enorme mobilidade da cabeça, a qual pode inclinar para um e outro lado e girar até três quartos de círculo sem mover o corpo. Em torno dos olhos existe um par de grandes discos faciais cobertos de finíssimas penas. Entre ambos esconde-se o bico, curto, forte e de bordos afiados. A retina das aves de rapina noturnas é muito rica em células sensíveis à intensidade luminosa, ou bastonetes, graças às quais vêem perfeitamente em condições de fraca luminosidade.

O ouvido das aves de rapina noturnas é extremamente sensível, em especial aos sons agudos. As suas aberturas externas são grandes, freqüentemente rodeadas de uma prega cutânea e em alguns casos assimétricas. Esta disposição permite-lhes calcular com precisão a procedência dos sons. As patas são relativamente longas e terminam por quatro dedos providos de garras curvas e aguçadas. O quarto dedo é muito móvel.

A maior parte das espécies têm hábitos crepusculares e noturnos, embora algumas, como a Coruja - Gavião (Surnia ulula) e o Bufo - Nivel (Nyctea scandiaca), cacem de dia. Quase todas são sedentárias, embora o Mocho Pequeno de Orelhas (Otus scops), o Bufo Pequeno (Asio otus), a Coruja do Nabal (Asio flammeus) e algumas outras efetuem deslocações para o sul, no Inverno. A alimentação destas aves é extraordinariamente variada e a grande diversidade de tamanho das várias espécies permite-lhes exercer grande pressão predadora. Dos insetos que o Mocho Pequeno de Orelhas caça até as lebres e mesmo corços que o Bufo Real captura.

A ordem dos Estrigiformes, distribuída em todo planeta, exceto algumas poucas ilhas oceânicas, subdivide-se em duas famílias: Titonídeos e Estrigídeos.

Os Titonídeos, de crânio longo e estreito e olhos relativamente pequenos, incluem as subfamílias dos Titoníneos e Fodilíneos. A primeira apenas com um gênero, Tyto, que inclui dez espécies, estre as quais se destaca a Coruja das Torres (T. alba), e a segunda com também um só gênero, Phodilus, e duas espécies: Ph. badius e Ph. progoginei.

Os Estrigídeos, de crânio arredondado e grandes olhos, incluem duas subfamílias: Buboníneos e Estrigíneos. 

Referências

A Fauna (Enciclopédia - Volume V)